O Brasil, as eleições e a engenharia nacional – Por que votar em Ciro Gomes


Texto de: Ali Hamud

Quem me conhece sabe que costumo compartilhar bastante coisa no Facebook e, entretanto, limitar a minha opinião nas postagens. Com o terrível cenário Haddad-Bolsonaro se concretizando cada vez mais, vou tentar explicar brevemente por que voto em Ciro Gomes – e quem sabe convencer alguém a votar nele.

Temos nessa eleição presidencial um cenário diferente de toda a dualidade PT-PSDB. É a eleição com o maior número de candidatos desde a disputa de 1989 – a primeira desde a redemocratização do país. Tentarei focar nos três primeiros colocados: Haddad, Bolsonaro e Ciro. Creio que esta eleição se decidirá mais na base da rejeição do que na própria aprovação dos candidatos. Assim se manifestam o antipetismo e o #EleNão – com base na rejeição a um indivíduo e/ou a um partido. Ciro, entretanto, surge como uma terceira via ao lulopetismo e ao extremismo de Bolsonaro.

No início deste ano, a Embraer e a Boeing anunciaram que criariam uma nova empresa (joint venture). Nos termos do acordo, a fabricante norte-americana deterá 80% do novo negócio e a Embraer, os 20% restantes. Como bem sabemos, os EUA não fazem negócios sem interesses por trás – a Boeing recebe enormes subsídios do governo americano e é inclusive utilizada pelo exército americano. [1][2][3][4][5]

Quais são estes interesses?

A Embraer produziu, na última década, o mais avançado cargueiro médio do mundo, o KC-390. Especialistas dizem que o potencial de lucro desta aeronave ultrapassa US$50bi. Ela está sendo cotado inclusive por diversos países que pretendem estabelecer negócios com a Embraer. [6][7][8][9] [10] [11] [12]

Pois bem. No ano passado, o KC-390 foi enviado aos EUA para “testes”. Desde então, a Boeing atua ferozmente para executar a fusão, solicitando até mesmo a compra da divisão militar da Embraer. Na prática, isso significa ter acesso a todas as nossas pesquisas de desenvolvimento de tecnologia de aviação militar já feitas. [13] [14]

Ontem, dia 1º de outubro, saiu a notícia de que a Boeing quer fabricar os futuros KC-390 nos EUA, gerando, assim, empregos na área de indústria e construção civil, tanto para construir a fábrica, quanto para construir a aeronave. Por anos a Embraer utilizou recursos da União – resumidamente, dinheiro do bolso dos brasileiros – para investir em pesquisa e desenvolvimento de ponta. [15] [16] [17]

O Brasil tem sido uma grande fazenda. Enquanto temos que vender toneladas de soja, minério de ferro e outras commodities para alcançar o famigerado superávit na balança comercial, os países desenvolvidos investem em tecnologia de ponta e faturam a mesma quantidade, ou mais, com produtos tecnológicos. Agora que a nossa engenharia passou a gerar frutos, seria inteligente dar os lucros dessa longa caminhada para os EUA? Quem realmente sairia ganhando com essa fusão?

– Ok, Ali, e onde a política entra nisso?

Ciro Gomes foi o único presidenciável a se opor publicamente a esta fusão. Em julho deste ano, enviou uma carta à Embraer solicitando a suspensão das negociações. Até a divulgação da carta, as negociações estavam correndo contra o tempo para ser efetivada até o fim do (des)governo Temer. Após a divulgação, seja por ironia do destino ou mérito do Ciro, as negociações foram suspensas até o final das eleições. Quando você pensar em qual presidenciável é, de fato, nacionalista, lembre-se disso. Enquanto isso, Bolsonaro bate continência para a bandeira americana. [18] [19] [20] [21]

E este é só um dos motivos pelos quais eu voto em Ciro Gomes. Grande parte de suas propostas têm embasamento científico, e como diz o velho ditado, contra fatos não há argumentos. #Ciro12!

A íntegra da carta pode ser encontrada na página oficial do Ciro Gomes:

Referências:

[1] https://g1.globo.com/economia/noticia/boieng-e-embraer-fecham-acordo-para-formar-joint-venture.ghtml

[2] https://globalnews.ca/news/3773916/bombardier-boeing-subsidies/

[3] https://www.bbc.com/news/business-38131611

[4] http://www.latimes.com/business/la-fi-boeing-wto-20161128-story.html

[5] https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_Defense,_Space_%26_Security

[6] https://www.defesa.gov.br/noticias/14007-apos-periodo-de-desenvolvimento-projeto-kc-390-entra-em-fase-de-producao

[7] https://oglobo.globo.com/economia/potencial-de-vendas-do-kc-390-superior-us-50-bi-diz-embraer-8067508

[8] http://www.defesaaereanaval.com.br/alemanha-avalia-compra-de-kc-390/

[9] https://airway.uol.com.br/portugal-esta-proximo-de-concluir-compra-de-cargueiros-kc-390/

[10] https://br.sputniknews.com/brasil/201706098612562-kc-390-mais-avancado-cargueiro-medio-mundo/

[11] https://exame.abril.com.br/negocios/kc-390-embraer-desperta-tanto-interesse-outros-paises-598416/

[12] https://www.gazetadopovo.com.br/economia/argentina-deve-comprar-6-cargueiros-kc-390-da-embraer-0wt0k8l9z2ny0rzx7tp9axtu6/

[13] https://airway.uol.com.br/embraer-envia-kc-390-para-testes-nos-eua/

[14] https://br.sputniknews.com/economia/2018010210206078-boeing-quer-divisao-militar-embraer/

[15] https://airway.uol.com.br/boeing-e-embraer-podem-fabricar-kc-390-nos-eua/

[16] https://oglobo.globo.com/economia/embraer-boeing-querem-fabrica-nos-eua-para-produzir-cargueiro-kc-390-23117971

[17] https://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/11/1373860-projetos-militares-lideram-investimentos-do-governo-federal.shtml

[18] https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/07/ciro-divulga-carta-em-que-pede-suspensao-das-tratativas-de-compra.shtml

[19] https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,ministro-da-defesa-defende-decisao-sobre-embraer-e-boeing-so-depois-das-eleicoes,70002425997

[20] http://www.unicamp.br/unicamp/clipping/2018/07/06/corrida-contra-o-tempo-para-selar-o-acordo-boeing-embraer-ainda-sob-temer

[21] https://brasil.elpais.com/brasil/2018/07/05/economia/1530820363_386723.html

[22] https://www.ocafezinho.com/2018/09/03/boeing-recua-e-diz-que-anunciara-acordo-com-embraer-so-apos-eleicoes/

+ Não há comentários

Adicione o seu